Notícias

CHAMADA PÚBLICA nº. 01/2017 - Dossiê Drogas nas Américas: culturas, fiscalizações, repressões e ilegalismos

 

A Revista Outros Tempos, do Curso de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), torna pública a chamada de nº 01/2017, para seleção de Artigos, Resenhas e Estudo de Caso, que comporão o volume 14 número 24, do mês de julho/dezembro de 2017, para o dossiê temático “Drogas nas Américas: culturas, fiscalizações, repressões e ilegalismos”, sob organização de: Mariana Broglia de Moura e Helidacy Maria Muniz Corrêa.

 
Publicado: 2017-05-25 Mais...
 

Curso de História lança volume 13, número 22, da Revista Outros Tempos

 

O Curso de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) lançou o 13º volume da Revista “Outros Tempos”, nº 22. Desta vez, o periódico apresenta o dossiê “Imagem e imaginário social ”, organizado pelo Prof. Dr. Silvio Marcos de Souza Correa, da UFSC.

 

 
Publicado: 2017-01-02 Mais...
 

Curso de História lança 13º volume da Revista Outros Tempos

 
O Curso de História da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) já lançou o 13º volume da Revista “Outros Tempos”. Desta vez, o periódico apresenta o dossiê “América Latina no Século XX: Intelectuais, disputas políticas e representações do poder”, organizado pelas docentes Carine Dalmás, da UEMA; e Elisa de Campos Borges, da Universidade Federal Fluminense (UFF).  
Publicado: 2016-07-21 Mais...
 

Chamada de artigos-Dossiê: Chama aberta para Dossiê 2016 (1º Semestre) da Revista Outros Tempos

 

O prazo para envio dos artigos é 14 de fevereiro de 2016.

 
Publicado: 2015-12-02 Mais...
 

Chamada de artigos V.10,Nº15 2013

 

A Revista OUTROS TEMPOS (www.outrostempos.uema.br/), convida pesquisadores, professores, doutores, mestres, estudantes de pós-graduação e demais interessados a submeterem artigos, resenhas e estudos de caso resultantes de pesquisas inéditas ao Comitê Editorial  desta Revista.

O tema do Dossiê desse volume será Sertão: espaço de fronteiras, convergências e mundo divergente. Espaço indefinido, não cartografado, área marcada pela noção de civilização/barbárie, o sertão insprirou narrativas em diferentes épócas. Primeiro nos relatos dos conquistadores e  na literatura dos Viajantes, depois em textos de historiadores, antropólogos, sociólogos, geógrafos e autodidatas. Habitado por uma gente diferente, onde predominou costumes e tradições arcaicas, o sertão era um mundo distante do litoral, desconhecido do citadino, tido como perigosíssimo pelo bandeirante e paraíso para os fugitivos da lei. O sertão “moldou” um tipo de homem, o sertanejo, e o fez “forte”.

Com este tema, a revista Outros Tempos abre espaços de debate para que pesquisadores apresentem  resultados de seus estudos e pesquisas.

As contribuições serão recebias até o dia 28.02.2013.

Maiores informações no endereço da Revista http://www.outrostempos.uema.br/

 

Atenciosamente,

Alan Kardec Gomes Pachêco Filho
Ana Lívia Bomfim Vieira
Organizadores

 
Publicado: 2013-08-23
 
1 a 5 de 5 itens